quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Hospital Público para Animais em Volta Redonda/RJ – 15 de junho de 2012



(Não saiu do papel)


Prefeito de Volta Redonda – Antônio Francisco Neto



Este texto abaixo foi extraído do site www.vira-lata.net. Divulgo aqui, num ano de eleição para quem sabe conseguirmos um Hospital Público para os animais aqui no RJ também.

ATENÇÃO: Não votem no prefeito da Cidade do Aço (Volta Redonda), Antônio Francisco Neto (do PMDB), que está sendo apoiado pelo Sérgio Cabral (atual governador do RJ), ele além de vetar a Lei 4.706/2010, ainda ajuizou, em outubro de 2011, uma ação judicial questionando a constitucionalidade da lei 4.706/2010.

O prefeito (camisa ocre) com Cabral no dia 14/09/2012

Amigo,

Todos que acompanham os avanços na causa animal devem ter visto que no dia 23 de maio de 2012 o Prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, assinou um protocolo com a Anclivepa-SP (Associação Nacional dos Clínicos Veterinários de Pequenos Animais – São Paulo) visando a implantação do Primeiro Hospital Público de Cães e Gatos do país, naquele município.

O que talvez muitos não saibam é que em Volta Redonda/RJ, desde junho de 2010, existe a Lei 4706/2010, que prevê a construção de um Centro de Referência Animal, com clínica veterinária para atendimento gratuito de animais de rua e da população carente do município.

Mas pioneirismo e empreendedorismo não é para muitos. O prefeito da Cidade do Aço, Antônio Francisco Neto, além de vetar a Lei 4.706/2010, veto que acabou derrubado pela Câmara de Vereadores ajuizou, em outubro de 2011, uma ação judicial questionando a constitucionalidade da lei 4.706/2010. Tal ação ainda não foi definitivamente julgada pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

A absoluta intransigência e injustificável resistência em implantar algo que representaria um avanço tão significativo para a causa de defesa do bem estar animal, que traria benefícios não somente à população carente do município, mas às centenas de animais errantes que vagam à própria sorte pelas ruas de nossa cidade, refletiu-se numa briga por dois anos entre o Vira-Lata e a Prefeitura, via Ministério Público, para o cumprimento do que determinava a Lei 4706/2010.

Para quem conhece os bastidores dessa luta é curioso observar que em ano eleitoral as posturas mudam e o Poder Executivo que jamais demonstrou qualquer interesse pelos animais de rua de nossa cidade, que nunca quis receber o Vira-Lata para uma conversa e que foi extremamente combativo na derrubada da Lei 4.706/2010, agora, 4 meses antes da eleição, chancele feira de adoção de animais.

Gostaríamos de ter noticiado essa feira de adoção, que é uma atitude louvável, à qual o Vira-Lata denota total apoio, há quatro anos, no início do mandato do nosso prefeito, e não às vésperas de uma campanha de reeleição.

Ainda assim, o envolvimento da Prefeitura foi “tímido” pois sequer disponibilizou sua assessoria de comunicação para a divulgação do evento e nem ofereceu uma estrutura digna para o acolhimento e exposição dos animais  para adoção. O trabalho de 30 voluntários, pessoas verdadeiramente comprometidas com a causa do bem estar animal, foi fundamental para a divulgação e o sucesso do evento.



Cerca de 40 animais da Sociedade Protetora dos Animais foram adotados na feira e a Prefeitura, por sua vez, sequer encaminhou os animais do Centro de Controle de Zoonozes para adoção. Na semana da feira três rottweilers saudáveis, provavelmente abandonados por seus guardiões nas ruas da cidade, estavam no CCZ. Se não foram levados à adoção qual será o destino desses animais? Aliás, qual o destino das centenas de animais que passam pelo CCZ todos os anos em nossas cidade? Em qual feira foram ou serão adotados já que o Centro de Controle de Zoonozes nunca divulgou em seu site uma foto sequer de animais disponíveis para adoção?

O Poder Público Municipal não pode se valer apenas de providências teatrais para resolver o problema e permanecer complacente a outras condutas que estimulam o abandono.

Para tanto, basta citar que se de um lado tínhamos nos persistentes braços de voluntários o árduo trabalho de recolocação de animais em lares, do outro, a 500 metros da feira de adoção, "vira-latas" eram vendidos como animais de raça, sob a serena e perplexa omissão da fiscalização municipal. Situação que não somente estimula o abandono mas também desrespeita a Lei Estadual, 4.808 que proíbe a venda de animais em via pública.

Ações contrárias apoiadas pelo Poder Público.

Se a ideia da Prefeitura é ganhar visibilidade e votos na próxima eleição vai precisar se esforçar de verdade numa sincera e não apenas eleitoreira mudança de postura; Esperamos assistir tal mudança não somente nas próximas feiras de adoção já programadas, mas em todas ações paralelas de combate ao abandono de animais. Assim, quem sabe não poderemos comemorar mais animais adotados e menos animais perambulando pelas ruas da cidade, pois o título de primeiro hospital público veterinário do país já não comemorará mais. Essa formidável vitória pode ser comemorada agora pela cidade de São Paulo.

Parabéns a todos os voluntários que participaram e se dedicaram ao evento! Sem a luta e o esforço de vocês certamente nada disso teria sido possível.








Lei estadual 4.808:



Art. 23 – É vedado:
I – a comercialização de cães e gatos em vias e logradouros públicos;

Art. 34 – O Poder Público fará realizar campanhas educativas, observado o disposto no artigo 5º desta Lei:

I – visando à prevenção do abandono e da super população de animais;
II – conscientizando a população da necessidade da posse responsável e do controle reprodutivo de animais;
III – estimulando a adoção de animais abandonados;


Ministério Público - Inquérito nº 197/2011:


Venda de animais em feira livre de Volta Redonda





Amigos do Vira-Lata (Em Julho de 2012):

 
Abraços,

Vira-Lata

Não recolhemos animais, não temos abrigo e veterinários.






 Leia na integra o texto da
“Criação do Primeiro Hospital Público de Cães de Gatos do País”.


SP: Tatuapé deve ter o primeiro hospital público de cães e gatos do país.

SÃO PAULO – O Tatuapé, na zona leste de São Paulo, vai ganhar o primeiro hospital público para cães e gatos do Brasil.

O projeto faz parte das ações da Coordenadoria Especial de Proteção a Animais Domésticos, criada nesta quarta-feira, 23 de Maio, pelo prefeito Gilberto Kassab (PSD).

Prefeitura calcula que a população total de cães e gatos na capital seja de 3 milhões.

O projeto, proposto pelo vereador Roberto Trípoli (PV), será formalizado na semana que vem, quando a Prefeitura assinará contrato com a Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais de São Paulo (Anclivepa-SP). A entidade será responsável pela gestão do hospital.

“É uma ação inédita no País. Vamos quebrar paradigmas e espero que isso se estenda a outras cidades”, afirma o conselheiro da Anclivepa-SP, Wilson Grassi Júnior. Além de oferecer tratamento a animais de famílias carentes, o hospital servirá como escola para alunos de cursos de especialização veterinária ministrados pela associação.

As instalações ficarão em um prédio que pertence à Anclivepa-SP, onde a associação já tinha planos de criar um hospital. “A Prefeitura nos procurou para que uníssemos nossos projetos. Assim, poderemos potencializar nossas ações”, disse Júnior. Segundo ele, o hospital deve entrar em funcionamento 30 dias depois de assinado o contrato.

Para o presidente da Associação Humanitária de Proteção e Bem-Estar Animal (Arca-Brasil), Marco Ciampi, a iniciativa tem uma importância social. “Foi dado um passo além na proteção aos animais. Teremos agora a possibilidade de oferecer tratamento veterinário para camadas da população que não teriam acesso de outras maneiras”, afirmou. O ativista acredita que o hospital poderá colaborar inclusive para que o número de animais abandonados na capital diminua. A Prefeitura calcula que a população total de cães e gatos em São Paulo seja de 3 milhões.

Zoonoses. Com a criação da Coordenadoria, o Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo (CCZ) não será mais o único local de atendimento, proteção e encaminhamento de animais. Marco Ciampi vê com bons olhos a perda de algumas funções do local. “As políticas de prevenção emanavam de um único centro, o que complicava a logística e centralizava a atuação. O CCZ ganha, pois deixa de ser um órgão que apaga incêndios.” Apesar disso, o ativista ressalta que o número de centros ainda é insuficiente. Segundo ele, o ideal seria ter 12 locais do tipo.

Parte do orçamento destinado à coordenadoria, de R$10 milhões, será usado para a construção de um Centro de Adoção de Animais na sede do CCZ, em Santana, zona norte. Segundo Grassi Júnior, a verba destinada ao hospital neste ano será suficiente para comprar equipamentos e garantir o funcionamento do hospital por um ano.

Na assinatura do termo de compromisso nesta quarta-feira, 23, o prefeito e o secretário municipal de Saúde, Januário Montone, afirmaram que a criação do hospital e do centro darão às políticas de proteção mais independência e agilidade.

Fonte: Estadão




Feira de Adoção (Julho de 2012)



Cães e gatos ganham novos lares na 1ª Feira de Adoção da SPA-VR

Fonte: Porta VR – Site oficial da Prefeitura de Volta Redonda
Ação do Centro de Controle de Zoonoses e Sociedade Protetora dos Animais será mensal

    Dezessete animais adotados e muitos quilos de ração recebidos. Este foi o saldo da 1ª Feira de Adoção realizada pela Sociedade Protetora dos Animais de Volta Redonda (SPA-VR) em parceria com o Centro de Controle de Zoonoses. O resultado foi considerado sucesso pela gestora do canil e diretora financeira da entidade, Lanyr Cavalcante.

            ´Trouxemos para o Memorial Getúlio Vargas, neste domingo, 20 cães e 15 gatos. Dez cães foram adotados, além de cinco filhotes e dois gatos adultos`, contabilizou Lanyr, lembrando que algumas pessoas que não podem levar os animais para casa fizeram doações, principalmente de ração, para o canil da SPA-VR.

            Ainda de acordo com a gestora do canil da SPA-VR, a feira será realizada mensalmente. Em julho, excepcionalmente, o evento será no primeiro domingo do mês, mas a partir de agosto, a Feira de Adoção será sempre no segundo domingo de cada mês. Pela manhã, a partir das 8h30, no térreo do Memorial Getúlio Vargas.

            A idéia é incentivar a adoção. E Lanyr dá algumas dicas: ´os cães são adotados em qualquer idade, mas é mais comum a preferência pelos adultos jovens. A pessoa já sabe o tamanho que ele ficará, se tem perfil para cão de guarda ou para companhia, além de já ter passado a fase de morder tudo o que vê, muito comum nos filhotes. Já em relação aos gatos, a preferência é pelos filhotes, sendo que os adultos também são procurados por algumas famílias`, disse.

Fora da Feira de Adoção, é possível fazer doação para entidade e até conhecer os animais que esperam por um lar, entrando em contato pelos telefones da própria Lanyr (9845-4876) ou da presidente da Sociedade Protetora dos Animais de Volta Redonda Carmem Marques, a Carminha, (9985-7023).

    PROFISSIONAIS – A feira contou com a participação de cerca de 40 voluntários da SPA-VR, ativistas, e médicos veterinários. A ideia é tentar ressocializar cerca de 200 animais que estão no centro de triagem da SPA-VR, em lares voluntários e cuidado comunitário (animais cuidados por vizinhos em um bairro).

            Durante o evento também são aceitas doações de ração (canina e felina); areia para gatos; material de limpeza; papelão; latinhas; algodão; gaze, xampu para animais; remédios, entre outros itens.

   


 Fim dos rodeios em Volta Redonda

A causa animal está em festa!
(Em julho de 2012)

É com imenso prazer que comunicamos que, enfim, Volta Redonda tem uma lei que proíbe o Rodeio. A Lei Municipal 4.890 foi sancionada pelo Prefeito Antônio Francisco Neto.

Há três meses o Vira-Lata, grupo de proteção animal, apresentou a proposta do Projeto de Lei que proíbe o Rodeio ao Vereador Soró que levou o PL para votação na Câmara Municipal.
A lei foi aprovada por unanimidade nas duas votações da Câmara e sancionada pelo Prefeito de Volta Redonda.

O Vira-Lata agradece o suporte jurídico do Dr Carlos Cipro e a todos, que votaram por uma cidade mais evoluída que aos poucos caminha para o fim da crueldade com os animais.

Vitória para todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sejam Felizes

Além das historinhas de meus próprios gatinhos, espero que gostem das informações que coloquei. Estou certa que conhecerão muito mais sobre os gatos. São informações muito úteis sobre eles. Inclusive dicas de livros sobre gatos. Postei aqui cerca de 600 Gifs animados de gatinhos, mais de 500 gatinhos estáticos, pinturas de gatinhos,DESENHOS para pintar de gatinhos (Para Crianças), miniaturas, alphas (alfabetos), tags, natalinos, barrinhas, fundo de email, gatos mágicos e muito mais; TUDO referente a nossos amados bichanos. Então, é só aproveitar e sair baixando tudo que interessar. Com Amor e Carinho. ♥♥♥Martha Cibelli♥♥♥

Precisamos de MIL assinaturas

Seguidores

Labels

Follow by Email

Mais vistas

 

GatoMania Templates Ipietoon Templates Ipietoon
Ilustração: Gatinhos - tubes by Jazzel (Site desativado)